livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: O Defensor - Rafael Carneiro







O livro relata a aventura de Augusto Shermam, sobrevivente de um acidente de avião, na mata da chapada diamantina, Bahia, salvo por um velho índio, que lhe revela diamantes e seus poderes. Com o que ganha com os diamantes, sai da Bahia e começa uma nova vida em São Paulo, fazendo fortuna. Um dia, durante a sua nova vida de empresário, quando usava seus poderes apenas para ganhar dinheiro, o velho índio ressurge e revela que, com esses poderes, ele tem a missão de defender o mundo dos Márteres, uma organização perigosa. Augusto alia-se aos Defensores, uma organização que difunde o Bem, e passa a ser alvo de muitas investidas dos Márteres, que tentam eliminá-lo e provocar novas guerras com os Defensores. A história é repleta de ação, batalhas e de investidas contra terroristas, passando por muitos fatos históricos recentes de atentados terroristas, e um romance inesperado.

O Defensor - A Origem de Kcarc foi escrito por Rafael Carneiro e publicado em 2014 pela Editora Chiado. A obra possui 256 páginas e a diagramação está simples, porém, amigável.

O livro é ambientado em cenário nacional, algo que eu acho muito atraente. A obra é o relato da aventura do nosso protagonista, Augusto Shermam.

Augusto sobreviveu a um acidente de avião, na mata da chapada diamantina (Bahia). Depois de passar muito desespero, foi salvo por um velho índio, que lhe revela coisas muito inusitadas sobre poderes.

O moço consegue sair da mata e volta para sua cidade e família. Decidiu, então, começar uma nova vida em São Paulo, onde conseguiu viver como empresário e ficar rico.

Todavia, certo dia o velho índio ressurge e revela que Augusto deve usar seus poderes para cumprir sua missão de defender o mundo dos Márteres, uma organização perigosa. Assim, Augusto alia-se aos Defensores nessa missão.

Realizar a leitura dessa obra foi muito agradável! É o tipo de obra que você se pergunta o motivo de não ter lido antes.

Fico tão feliz em realizar leituras de obras nacionais! Ainda mais quando é notável a capacidade da pessoa como autora. Rafael Carneiro tem uma mente muito criativa! Conseguiu me prender do início ao fim da leitura.

A obra possui muita ação e aventura. Eu, particularmente, adoro isso! Não sou muito chegada em livros "parados", sabe? Então, para mim, todo esse movimento que a obra tem foi muito interessante.

Além disso, a obra também é repleta de fatos históricos. Quem acompanha minhas resenhas, sabe que eu sempre faço questão de dar destaque a esse ponto quando o percebo em alguma obra, pois é algo que eu acho que agrega muito valor tanto à obra quanto à vida do leitor.

Porém, devo admitir que algumas coisas na edição me incomodaram. A começar pelos erros ortográficos, erros de digitação, acentuação e concordância.

Tenho percebido que isso é uma característica da Editora, que não possui muito cuidado na parte de revisão das obras. Até hoje não li um exemplar da Chiado que não tenha algum desses problemas.

Acredito que isso representa uma grande falha da Chiado como Editora e com os leitores. Falta uma revisão mais minuciosa.

Geralmente, mesmo percebendo esse tipo de erro em uma obra, relevo-os, pois não chegam a interferir na leitura.

Porém, em O Defensor - a origem de Kcarc, a quantidade de erros foi tão grande que chegou a me dar um desconforto enorme durante a leitura. Não fosse a capacidade do autor como escritor e seu poder de prender o leitor à história, eu teria largado a leitura de tão incomodada que fiquei. É triste ler parágrafos e parágrafos e, ao fim, perceber que muitas frases não fizeram sentido algum por conta dos erros supracitados.

Tirando esse pequeno infortúnio, eu adorei a leitura! E recomendo a todos que gostam de livros nacionais, com muita ação e aventura.