livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: Aprendiz – Saga do Mago – Raymond E. Feist






Na fronteira do Reino das Ilhas existe uma vila tranquila chamada Crydee. É lá que vive Pug, um órfão franzino que sonha ser um guerreiro destemido ao serviço do rei. Mas a vida dá voltas e Pug acaba se tornando aprendiz do misterioso mago Kulgan.  Nesse dia, o destino de dois mundos altera-se para sempre. Com sua coragem, Pug conquista um lugar na corte e no coração de uma princesa, mas subitamente a paz do reino é desfeita por misteriosos inimigos que devastam cidade após cidade. Ele, então, é arrastado para o conflito e, sem saber, inicia uma odisseia pelo desconhecido: terá de dominar os poderes inimagináveis de uma nova e estranha forma de magia ou morrer. Mago é uma aventura sem igual, uma viagem por reinos distantes e ilhas misteriosas, onde conhecemos culturas exóticas, aprendemos a amar e descobrimos o verdadeiro valor da amizade. E, no fim, tudo será decidido na derradeira batalha entre as forças da Ordem e do Caos.

Esse é o primeiro livro de uma tetralogia chamada de a Saga do Mago, de Raymond E. Feist, que inicialmente era um livro único, mas que o autor reescreveu dividindo-a em 4 livros, podendo desenvolver melhor sua história, conforme ele explica no prefácio.

A história desse livro é contada em terceira pessoa e sob diversos pontos de vista, o que garante uma melhor abrangência sobre os diversos acontecimentos que se desenrolam no decorrer da história.

A princípio somos apresentados ao pequeno Pug, um rapaz de 15 anos que está prestes a encarar o Dia da Escolha que é quando os rapazes deixam de ser considerados meninos, se tornam homens e são escolhidos pelos mestres do castelo para serem aprendizes em alguma função para servirem em Crydee, uma importante cidade do reino de Midkemia.

Seu melhor amigo, Tomas, já tem certeza que será chamado pelo mestre das armas e se tornará um soldado, mas Pug tem muito medo que nenhum mestre o escolha e ele acabe tendo que abandonar a vida no castelo e conseguir seguir por conta própria.
Durante a cerimônia da escolha cada mestre se pronuncia anunciando o nome de seu (s) escolhido (s) e quando acreditava que havia sido dispensado por todos os mestres, Kulgan, o velho mago a serviço do Duque de Crydee anuncia que deseja tê-lo como seu aprendiz.

A partir de então Pug inicia seu treinamento nas artes mágicas, pois Kulgan acredita que Pug carrega consigo um grande talento natural para a magia. Contudo, por mais que se dedique, Pug não consegue realizar nem as magias mais simples e não consegue avançar nada no estudo da magia, mesmo depois de algum tempo.

Pug também ficou encarregado de acompanhar a princesa Carline em seus passeios a cavalo e lhe assegurar que tudo transcorra com tranquilidade e segurança. Porém durante um dos passeios são atacados por dois trolls e quando se menos espera Pug lança um feitiço e mata ambos os atacantes, salvando a si mesmo e a princesa, o que lhe garante a gratidão do Duque que lhe concede um título e ganha um lugar na corte do Duque.

Um dia, algum tempo depois dos treinamentos terem começado, uma misteriosa embarcação surge na costa de Crydee e a partir de então começa uma luta contra o tempo para defender todo o reino de uma ameaça nunca imaginada, que parece vir de outro mundo.

Eu amei muito como o autor conseguiu desenvolver bem seus personagens e personalidade. É impressionante o amadurecimento dos rapazes, como vamos conhecendo cada vez mais cada personagem e como tudo tem uma razão para estar na história. A narrativa dele é excelente e me senti dentro da história com cada detalhes que fascinam e montam todo o quadro.

Pude perceber uma clara influência dos seres imaginados por Tolkien aqui, e todos foram bem desenvolvidos. Além de toda a tensão que há na dúvida se haverá ou não guerra e como esses inimigos desconhecidos poderão agir.

Amo livros com mapa. Acho fabuloso quando o autor se preocupa com isso e nos ajuda a nos situarmos na história com uma mapinha <3 Só que no caso em questão, a Arqueiro não colocou o mapa certo. A história trata de dois mundo, Midkemia e Kelewan. Nesse primeiro volume a história se passa em Midkemia, mas o mapa que está no livro é o de Kelewan. Nada irremediável, afinal foi só ir na internet, pesquisar e imprimir o mapa certo. Só que seria beeeem melhor se tivesse vindo o mapa certo. =D

Recomendo a todos que gostam de uma fantasia bem escrita e envolvente!!!