livroseflores@outlook.com.br Image Map

Lexus - Pedro Henrique Bragança







Na cidade de Campos Elíseos, onde todas as condições de vida eram ideais, houve uma catástrofe de proporções inimagináveis. Tomados pelo terror, a verdadeira face da humanidade se revela — fria e cruel. Bianca, uma adolescente comum, jamais imaginaria que faria parte da história. Jamais iria supor que ela seria a esperança para a cura da raça humana. Numa aventura cheia de perdas e de descobertas, só existe um objetivo: sobreviver.


Quando me sugeriram que eu poderia gostar de ler esse livro, fui pesquisar um pouco sobre ele e vi a palavra mágica que fez nem ir atrás de mais informações, quis lê-lo com certeza. A palavra mágica, no caso, foi zumbis!! Amo histórias com zumbis, quanto mais sanguinários, brutais, melhor! E posso dizer que minha sede de zumbis foi plenamente saciada com essa obra.

Não conhecia o autor, mas quero muito conhecer outras obras dele, pois a forma como ele escreve e desenvolve a história me agradou bastante.

Vamos ao livro propriamente dito: Lexus é um complexo de laboratórios que fica ao centro da cidade Campos Elíseos e que é onde a maioria dos moradores trabalha. Inclusive os pais da Bia, nossa personagem principal. A cidade é paradisíaca e bastante desenvolvida, com uma altíssima qualidade de vida.

O livro começa mostrando a rotina da Bia, desde o momento que acorda e se arruma para a escola, toma o café da manhã com seus pais e irmão mais velho, Lucas, vai para a escola, encontra suas amigas, assiste às aulas e volta para casa. Isso até o dia que seus pais são chamados para outra cidade para resolver problemas relacionados ao trabalho e ela é convencida a dar uma festa.

Seu irmão não apoia essa decisão, mas como sua namorada está só e adoentada, decide ficar com a namorada e a Bia consegue realizar sua festa.

Pouco depois do fim, forçado, da festa, já que seu irmão resolve dar uma passada em casa e acaba com a festa, o prédio central do laboratório Lexus é atacado e desaba. A cidade fica em choque com o ocorrido, mas não percebem que um tipo de esporo foi liberado com a queda do prédio. Em pouquíssimo tempo um tipo de infecção começa a se espalhar pela cidade.

A partir de então Bia, seu irmão e a namorada dele passam a buscar uma forma de manterem-se protegidos enquanto procuram uma forma de sair da cidade, além de se perguntarem o que está realmente acontecendo com as pessoas da cidade.

Apesar da história se focar na Bia, temos os pontos de vista de outros personagens, o que achei bastante interessante, afinal a Bia caiu no estereótipo da grande parte dos adolescentes da ficção, o que acho chato demais. Uma menina sem muita personalidade e alheia aos perigos, sendo sempre necessário que surja alguém para salvá-la.

Os demais personagens que contam a história faz com que tenhamos um quadro mais amplo da situação e do que estava realmente acontecendo.

Como já havia dito, gostei bastante da escrita do autor, ele vai direto ao ponto, é bastante conciso sem perder tempo com explicações desnecessárias, mas ao mesmo tempo existiram momentos em que cabiam certas explicações que não foram dadas e acabei ficando um pouco confusa sobre o que acontecia, contudo foram poucos momentos e não interferiu demais na compreensão da história.

As explicações sobre o que causou o apocalipse zumbi e os próprios zumbis me deixaram bastante agradada, afinal ele conseguiu trazer algo novo ao universo zumbi, mesmo utilizando elementos já conhecidos senti que havia algo de original.

Recomendo demais esse livro, principalmente para quem gosta da temática!!