livroseflores@outlook.com.br Image Map

Pode beijar a noiva - Patricia Cabot



Quando tudo parece estar perdido para Emma Van Court, que acaba de se tornar viúva, a promessa de uma grande fortuna lhe cai dos céus. Mas há uma condição para abocanhar a herança: ela terá de se casar novamente. Como não se especificou o noivo, todos os homens da pequena Faires, na Escócia, resolvem participar dessa corrida do ouro e passam a disputar as atenções da jovem viúva. Os competitivos pretendentes só não contavam com a presença de James Marbury, primo do falecido marido, Stuart, que chega ao vilarejo para ajudar Emma com os trâmites do inventário. No passado, os dois tiveram uma aproximação, e James ainda nutre fortes sentimentos pela, agora, viúva. Conseguirá ele afastar a horda de interesseiros pretendentes e finalmente se juntar à sua amada?
Pode Beijar a Noiva foi escrito por Patricia Cabot, traduzido por Sulamita Pen e republicado em 2016 pela Editora Planeta sob o selo Essência. A obra possui 240 páginas divididas em 29 capítulos.

Patricia Cabot é o pseudônimo da autora americana Meg Cabot, best-seller reconhecida no mundo todo pela sua série de livros O Diário da Princesa - versada para o cinema, com Anne Hathaway no papel principal.

Foi como Patricia que a renomada escritora assinou seus primeiros livros, na década de 1990.  E foi como Patricia que Meg me encantou!

Pode Beijar a Noiva conta a história de Emma Van Court, uma jovem mulher que acaba de se tornar viúva de um cura chamado Stuart.

Há uma promessa de herança decorrente da morte de seu marido. Todavia, há uma condição para que o dinheiro lhe seja entregue: Emma deve casar-se novamente.

Assim, todos os homens de Faires, pequena cidade na Escócia, logo se vêem bajulando Emma, loucos para fisgar a bela moça (e a bolada da herança, claro).

James Marbury, primo do falecido marido de Emma, resolve ir à Faires para ajudar Emma com questões burocráticas que devem ser resolvidas quando alguém morre.

No passado, os dois tiveram uma aproximação, e James ainda nutre fortes sentimentos por ela, agora, viúva. 

Essa obra foi meu primeiro contato com a escrita de Cabot. Com narrativa simples, porém, sensacional, a autora faz o leitor se sentir submerso no universo que criou.

Senti-me o tempo todo em Faires. Por vezes, torcendo por Emma, por vezes repreendendo-a.

Achei todos os personagens muito bem construídos! Nenhum deles é desnecessário na história e tudo, simplesmente tudo, que acontece na obra é pertinente para o desenrolar da trama. Não há enrolação!

Além disso, o romance do livro é bem sutil, mas não deixa de ser envolvente. Todavia, vale ressaltar que há muito machismo na obra. E confesso que foi um pouco difícil lidar com isso durante a leitura. Tive que me abster dessa ideia várias vezes, para conseguir seguir em frente.

O que me reconfortou nesses momentos foi perceber quão forte e independente Emma é. Ela veio para mostrar para a sociedade que o machismo não tá com nada! hahaha

Só encontrei dois erros de concordância durante a leitura, o que é irrelevante comparado ao restante da revisão.

Enfim, indico a obra a todos os fãs da autora e amantes do gênero. Vale muuuuuito a pena se encantar com a história de Emma e James!