livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: Perdido em Marte - Andy Weir


PERDIDO EM MARTE
Autor:
Andy Weir
Páginas: 336
Editora: Arqueiro
Sinopse: Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico – e um senso de humor inabalável –, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.


A história é narrada, principalmente, em primeira pessoa pelo astronauta Mark Watney, um tripulante da Ares 3, missão para explorar e pesquisar mais a superfície do planeta Marte. Só que ao 6º dia (chamado de sol, pois o dia em Marte tem uma pequena diferença em relação ao dia na Terra) há um problema que causa o abortamento da missão e Mark sofre um acidente, ocasionando sua permanência no planeta vermelho enquanto os demais membros da tripulação vão embora.

Posso afirmar já de antemão que o livro me foi positivamente surpreendente.

No primeiro momento temos tão somente pelo Mark, mostrando os planos idealizados por ele para se manter vivo e sua luta sol a sol para estabelecer algum contato com a Terra e a possibilidade de ser resgatado.

Após esse primeiro momento vemos as reações que tal acontecimento causou na Terra e a descoberta de que o astronauta estava vivo em Marte. A partir de então a NASA passa a monitorar continuamente os satélites e estudar formas de mantê-lo vivo até que possa ir resgatá-lo.

Nas partes narradas pelo Mark temos um personagem cativante, humorado e de bem com a vida, tentando sempre ver pelo lado positivo e usando uma criatividade sem limites para superar obstáculos e tornando as situações por mais difíceis que fossem mais fácies de serem ultrapassadas.

O autor soube desenvolver maravilhosamente os personagens do livro, mesmos os coadjuvantes foram bem explorados e não havia personagens só para preencher espaço, todos tiveram sua importância para o desenvolvimento da trama. O livro me prendeu, tanto que o li em, aproximadamente, 12 horas (divididas em 2 dias), os personagens me cativaram tanto que não conseguia evitar pensar neles nos momentos longe do livro e quando terminou fiquei momentos tentando voltar à superfície, esse será um livro que marcará realmente.

O livro é bem mais do que uma simples ficção científica, é uma forma de ensinarmos que nada será um obstáculo grande o bastante para nos fazermos desistir. O bom humor e o otimismo de Mark não foram exagerados ou impossíveis, o que tornou a leitura agradável e fluida.

E ele só não se tornou favorito porque por vezes exagerou um bocadinho em explicações técnicas que achei não tão necessárias, mas fora isso é um livro fantástico e que merece ser lido!!

Gostei bastante do livro e recomendo-o bastante.




ENCONTRE-ME:
Facebook  Skoob  Twitter  Instagram