livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: Escola de vilões - Jen Calonita






Será que um vilão pode se recuperar? Gilly não se considera exatamente uma garota má... Porém, quando se tem cinco irmãos e irmãs mais novos, é preciso ser criativo para ajudar nas despesas. Ela é uma ladra muito boa, e disso tem certeza e pode se gabar. Até ser pega. Depois de roubar uma presilha, é sentenciada a passar três meses no Reformatório de Contos de Fadas – no qual os professores são aqueles antigos vilões que já conhecemos, como o grande Lobo Mau e a malvada Madrasta da Cinderela. Quando, porém, ela faz amizade com alguns estudantes, como Jax e Kayla, aprende que esse reformatório vai muito além de sua missão heroica. Há uma batalha ganhando forma e Gilly precisa descobrir: os vilões podem realmente mudar? Descubra o Lado B dos contos de fadas.

"Escola de Vilões" foi escrito por Jen Calonita e publicado no Brasil em 2015 pela Única Editora. A obra é bem curta, possui apenas 192 páginas e é narrada em primeira pessoa. A edição está muito bem feita! A letra possui bom tamanho, o espaçamento é bom e a diagramação está repleta de pergaminhos que nos remetem a um reino encantado.

Essa obra trata-se de uma releitura de "Contos de Fadas", onde encontramos personagens de vários contos famosos. Nesse livro, há um local chamado Reformatório de Contos de Fadas (RCF) onde os professores são antigos vilões que já conhecemos como o grande Lobo Mau e a malvada Madrasta da Cinderela. 


O RCF tem como objetivo reabilitar os vilões para que voltem a viver em sociedade de maneira pacífica, sem mais espalhar o mal. Gilly é nossa personagem principal. Ela não se considera exatamente uma garota má... Porém, quando se tem cinco irmãos e irmãs mais novos, é preciso ser criativo para ajudar nas despesas. E é por isso que ela efetua furtos: para poder sustentar a família, já que os negócios de seu pai não vão muito bem.

Convicta de seu "dom", Gilly até se gaba de sua capacidade para o furto. Depois de roubar uma presilha, ela foi pega e, desse modo, sentenciada a passar três meses no RCF.


Lá ela faz amizade com alguns estudantes como, por exemplo, o Jax e a Kayla. Logo percebe que esse reformatório vai muito além de sua missão heroica. Há uma batalha ganhando forma e Gilly precisa descobrir se os vilões podem realmente mudar.

A trama é narrada pelo ponto de vista de Gilly. Logo de início percebe-se uma certa crítica à estrutura da sociedade atual mesclada nas entrelinhas. Achei isso genial, pois me fez pensar bastante sobre o assunto.

"Escola de Vilões" é uma leitura muito gostosa e fluída, pois a narrativa de Jen Calonita é ótima! Amei a forma como a autora desenvolveu os acontecimentos e o modo como envolve seus leitores. Senti-me totalmente submersa nesse universo encantado!


Além disso, como é um livro juvenil, a linguagem é super simples e acessível, o que torna tudo muito mais leve.

Todavia, tenho algumas ressalvas a fazer: erros ortográficos e previsibilidade. Encontrei algumas gafes durante a leitura e o final foi bem previsível.


Enfim, apesar dos dois pontos citados acima, continuo indicando a obra, pois eu adorei poder me divertir e refletir ao mesmo tempo através dessa leitura! Se você gosta de contos de fadas modernos e de livros juvenis, essa obra é pra você.