livroseflores@outlook.com.br Image Map

Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler


Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?

"Dez coisas que aprendi sobre o amor" foi escrito por Sarah Butler e traduzido por Paulo Polzonoff Junior. Foi publicado no Brasil em 2015 pela Editora Novo Conceito. A obra tem 256 páginas. A edição está bem delicada e a capa está divina! Parabéns Novo Conceito pelo capricho.



Nesse livro, conhecemos Daniel, um rapaz que sempre tem entre as mãos uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu.

Também conhecemos Alice, uma mulher de 30 anos, que se sente mais feliz longe de casa. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. 



Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. 

Quando recebi este livro em casa, fiquei um pouco triste, pois não tinha solicitado ele e teria que realizar a leitura mesmo assim. Então, iniciei a leitura mais por obrigação do que vontade. Sem muito ânimo e sem muitas expectativas, lá fui eu... E o motivo disso tudo? Romance não é o meu forte. Porém, fui envolvida por uma grande surpresa! A leitura acabou sendo muito agradável. 



Narrado em primeira pessoa, "Dez coisas que aprendi sobre o amor" pode parecer meio confuso no início porque tem dois personagens principais contando suas vidas paralelamente. Até entender o que está acontecendo, leva tempo. Mas depois disso, a leitura flui bem.

Os personagens são muito bem construídos. Cada qual com sua peculiaridade e bagagem de vida. Cada início de capítulo traz uma lista de dez coisas sobre algum tema e fazem o leitor refletir. É notável que o amor está em todas as partes desta história, assim como suas consequências, sejam elas boas ou ruins. 



Recomendo a obra para todos os fãs de romances. Para aqueles que não gostam do gênero, recomendo-o mesmo assim. A leitura foi uma grande surpresa para mim e me trouxe muitas reflexões válidas que tenho certeza que vou utilizar na vida.