livroseflores@outlook.com.br Image Map

RESENHA: O álbum - Timothy Lewis




O ÁLBUM
Autor: Timothy Lewis
Ano: 2015
Páginas: 240
Editora: Novo Conceito
Sinopse:  Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander. Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.


"O álbum" foi escrito por Timothy Lewis, traduzido por Ana Paula Corradini e publicado no Brasil em 2015 pela Editora Novo Conceito. A obra possui 240 páginas divididas em 25 capítulos. A diagramação é simples, com páginas amareladas e tamanho de fonte ideal. Alguns inícios de capítulo possuem um cartão-postal com uma poesia. A obra foi gentilmente cedida ao blog em parceria com a Editora.


Nesse livro, conhecemos Adam, um negociante de objetos usados, que encontra na casa Gabe Alexander um álbum antigo que chama sua atenção. Adam decide checar o álbum e se depara com cartões-postais amarelados pelo tempo. Curioso, Adam começa a lê-los e descobre ali 60 anos da história de amor entre Gabe Alexander e Pearl Huckabee, mais conhecida como Huck.

Gabe, jovem idealizador e apaixonado, passa a enviar um cartão-postal à Huck toda sexta-feira. Cada cartão-postal possuía um poema escrito pelo amado de Huckabee. E assim foi por sessenta anos... Paro por aqui para não dar spoiler e deixo a oportunidade de lerem o livro para descobrir o resto dessa jornada! :)


No início, fiquei um pouco receosa quanto à leitura, pois tudo se desenvolvia de forma lenta... Afinal, Huck e Gabe nem sempre se conheceram e os primeiros capítulos narram como esse encontro ocorreu. Antes disso, ambos possuíam vidas distintas. Huck, por exemplo, tinha um noivo controlador e machista (não é spoiler, galera) que não a permitia nem mesmo cortar os próprios cabelos. 


Então, pela lógica, isso significa que as coisas realmente demoram a acontecer, pois ambos possuíam coisas pendentes a serem resolvidas. Porém, passado os capítulos que levaram para se apaixonar, a leitura flui facilmente e se revela encantadora. 

A estória possui diversos cenários e diferentes lapsos de tempo. Tudo começa em 1926 e se prolonga até 2006. Os capítulos de Adam são narrados em primeira pessoa e se passam em 2006, que é quando ele descobre o álbum com os cartões-postais; paralelamente, conhecemos os pensamentos de Huck e Gabe em 1926. A partir disso, a narrativa se desenvolve pelos 60 anos de amor de Huck e Gabe.


Posso afirmar que adorei a leitura dessa obra. Feita a ressalve quanto à demora dos primeiros acontecimentos, Timothy Lewis nos encanta com os personagens que criou. A bagagem emocional do livro é MUITO grande e diversas vezes me peguei quase chorando. Além disso, a escrita do autor é bem gostosa. 

O interessante é que "O álbum" é inspirado na vida dos tios-avós do autor. Na venda do patrimônio deles, Timothy descobriu uma coleção de cartões-postais antigos quando tirou o álbum do lixo, pensando se tratar de retratos da família. A tia-avó do autor recebeu um postal com um poema inédito de amor toda sexta-feira por sessenta anos, consolidando assim uma linda história de amor.


Vale ressaltar que logo nas primeiras quinze páginas, encontrei um erro quase inadmissível: a troca entre mas e mais. Porém, decidi relevar, pois não encontrei outros erros ao longo da narrativa. Enfim, recomendo a obra a todos os amantes de um romance leve que ao final da leitura, com certeza, aquecerá seu coração e o fará refletir sobre os pequenos detalhes que tornam o amor tão lindo. "O álbum" é um romance previsível, porém nada ruim.



ENCONTRE-ME: