livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: A mágica da arrumação - Marie Kondo


A mágica da arrumação se tornou um fenômeno mundial por apresentar uma abordagem inovadora para acabar de vez com a bagunça. Aos 30 anos, a japonesa Marie Kondo virou celebridade internacional, uma espécie de guru quando o assunto é organização. Seu método é simples, porém transformador. Em vez de basear-se em critérios vagos, como “jogue fora tudo o que você não usa há um ano”, ele é fundamentado no sentimento da pessoa por cada objeto que possui. O ponto principal da técnica é o descarte. Para decidir o que manter e o que jogar fora, você deve segurar os itens um a um e perguntar a si mesmo: “Isso me traz alegria?” Você só deve continuar com algo se a resposta for “sim”. Pode soar estranho no começo, mas, acredite, é libertador. Você vai descobrir que grande parte da bagunça em sua casa é composta por coisas dispensáveis. Prático e eficiente, este método não vai transformar apenas sua casa – ele vai mudar você. Rodeado apenas do que ama, você se tornará mais feliz e motivado a criar o estilo de vida com que sempre sonhou...


Esse livro foi destaque no programa Saia Justa, teve um ótimo destaque em uma matéria na revista Cláudia, foi o primeiro lugar na lista do New York Times e vendeu mais de dois milhões de cópias.
Esse livro foi cedido gentilmente pela Sextante e sua leitura foi bastante agradável.
Ele diz respeito a um método criado pela autora para orientar na organização de espaços e eliminar a bagunça definitivamente.
No prefácio ela explica, de modo geral, o que vem a ser o método KonMari (o nome do método) e em como ele é “simples, inteligente e eficaz” na hora de mudar as coisas e acabar com a desordem de nossos lares. Ela afirma que poderá chegar a contradizer o senso comum em alguns conselhos, mas que o método é realmente eficiente.
Ela deixa claro que para se ter um ambiente organizado o mesmo deve ser limpo se uma só vez porque para ela quem arruma aos poucos passará toda a vida arrumando algo e sempre terá algo bagunçado. Para quem tem dificuldades em colocar as coisas em ordem (eu admito que sou assim), a abordagem dela pode ser o necessário para mudar essa forma de agir.
“A organização compreende uma série de ações simples a partir das quais objetos são deslocados de um lugar para outro. Isso significa colocar as coisas em seus devidos lugares. Parece tão básico que até uma criança poderia fazer. Mas a maioria das pessoas não consegue” – pág. 12.
Seu método consiste em, além de por tudo em seus devidos lugares, descartar coisas de modo a conservar somente os itens que nos fazem felizes. De acordo com Kondo, devemos no momento da arrumação segurar cada objeto e tentar visualizar se aquilo nos torna felizes, em caso positivo, manter, se não, descartar.
No livro ela estabelece a ordem que devemos seguir para realizarmos com sucesso a organização:
1 – Roupas;
2 – Livros;
3 – Papelada;
4 – Komono (itens diversos);
5 – Itens de valor sentimental.
Para ela é essencial deixarmos os itens com carga sentimental por último, pois assim não corremos o risco de desistirmos da limpeza logo de cara e é bem mais fácil descartarmos algo sem tanta carga emotiva.
Em cada categoria ela explica uma nova ordem, como no caso das roupas, onde ela explica que devemos começar pelas blusas, depois roupas de pendurar (blazer, casacos, etc.), seguido por meias, etc... E assim vai a cada orientação.
Me interessei bastante pela parte onde ela nos ajuda na organização dos livros, pois apesar de ter poucos, eles estão sempre espalhados e bagunçados e já até andei utilizando alguns conselhos!!
A leitura fluiu muito e em pouco tempo já estava terminando de lê-lo. Intercalado com suas dicas e incentivos existem casos de clientes (ela trabalha auxiliando a organização para pessoas e empresas), mostrando que é possível vivermos melhor em um ambiente organizado e limpo.
Super indico a quem gostaria de conhecer um pouco sobre esse método de organização e garanto que a leitura será bastante proveitosa!!
Algumas dicas mostradas pela autora nesse livro estão me servindo, mas ainda não comecei a fazer o “tratamento de choque” por ela proposto. Mas o livro me deu um incentivo a mais de criar coragem e fazer algo definitivo pela ordem de minhas coisas.
Depois da leitura percebi que a obra possui muito dos ensinamentos do feng shui e em ambos o que se busca é o equilíbrio e uma forma de melhor viver, trazendo boas energias ao ambiente.
“Meu objetivo é fazer com que as pessoas como eu compreendam quanta força podem receber do ambiente em que vivemos. É por isso que dedico meu tempo ensinando-as a organizar suas casas” – pág. 144.
“A vida começa depois que a casa está em ordem” – pág. 157.