livroseflores@outlook.com.br Image Map

Resenha: Orgulho e Preconceito - Jane Austen



ORGULHO E PRECONCEITO
Autora:
Jane Austen
ISBN-13: 
9788572326919
Ano: 2013
Páginas: 479
Idioma: português 
Editora: Martin Claret
Onde comprar: Submarino
Sinopse: Em Orgulho e Preconceito, Jane Austen mostra como o amor entre os protagonistas foi capaz de superar barreiras de orgulho e preconceito, a diferença social entre eles e o escasso poder de decisão concedido à mulher na sociedade daquela época. Ao retratar o cotidiano das pessoas, o estilo da autora destila sempre uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa.

Orgulho e Preconceito foi escrito por Jane Austen e a edição que li foi publicada no Brasil em 2013 pela Editora Martin Claret, a obra possui 479 páginas divididas em 61 capítulos. Esse post faz parte do Projeto Lendo Jane Austen.

Não sei bem como começar essa resenha... Sinto uma mistura de emoções muito fortes. Confesso que até me sinto insegura. Afinal, é de um clássico superestimado que estou falando! Mas... minha consciência não deixa eu mentir para vocês. Então, inicio esta resenha dizendo que definiria essa leitura com apenas uma palavra: decepção.


Em Orgulho e Preconceito, Jane Austen nos apresenta Elizabeth Bennet e sr. Darcy, dentre outros personagens secundários. Nesse livro, aspectos diferentes são abordados: orgulho encontra preconceito, ascendência social confronta desprezo social, equívocos e julgamentos antecipados conduzem alguns personagens ao sofrimento e ao escândalo. 

Apesar do livro ser considerado a obra prima da escritora, em minha opinião, a obra não fez jus à fama que tem. Não tiro toda a credibilidade de Austen nesse livro, pois ele de fato é bom. Mas é apenas isso: o livro é bom, não é excelente. E esse foi o grande motivo de minha decepção! Após a maravilhosa leitura de Razão e Sensibilidade, eu estava super ansiosa para ler a segunda obra publicada pela autora que de longe é a mais bem aclamada pelo público, ou seja, expectativas super elevadas!


Com expectativas tão altas, eu esperava uma obra maravilhosa, com personagens cativantes, enredo tão envolvente e emocionante como em Razão e Sensibilidade. E não foi isso que eu encontrei... Ao invés disso, deparei-me com personagens chatos, fúteis e muitos deles desnecessários. Meio que de enfeite, entendem?! 

enredo é lento, sem emoção e sem ação. Isso faz com que a leitura não flua... A impressão que eu tive é que a cada cem páginas apenas uma coisa interessante acontecia. Sem contar a sociedade superficial e ridícula que envolve toda a trama. É de tirar qualquer um do sério. Além disso, apesar de eu nunca ter pegado spoiler sobre o livro ou o filme (sim, isso é possível), é todos os acontecimentos são pacatos e previsíveis. 


O amor entre Elizabeth e Sr. Darcy não me comoveu. As escolhas das personagens colocaram em dúvida o estado de plenitude da consciência delas. Muitas vezes me peguei perguntando a elas "é sério isso? como podem ser tão estúpidas?"

Mas, felizmente, também tenho coisas boas para falar sobre a obra! E eis os motivos pelos quais eu classifico a obra como boa: eu me diverti muito com o Sr. Bennet que, para mim, é o personagem mais bem construído da história. O cara é genial! Uma perfeita metáfora. Também não posso deixar de citar que o cenário da obra é bem agradável e algumas cenas são bem descritas (tão bem descritas que levam capítulos e mais capítulos, haha!).

No mais, eu consigo entender toda a inteligência por trás da obra. Entendo as críticas que foram tecidas e a ironia da escrita da autora- marca registrada de Austen. Porém, os inúmeros defeitos que encontrei nessa obra transpassaram todo esse esforço.


Em suma, eu sinceramente até agora não entendi onde está toda a grandiosidade dessa obra. Razão e Sensibilidade, em minha opinião, é de longe a obra que deveria ter tal reconhecimento. Peço que não me interpretem errado, por favor! Cada um tem sua opinião e esse é o meu entendimento sobre a obra. Como não tive um tempo super prazeroso lendo a obra, a resenha não poderia ser diferente...

De qualquer modo, eu indico ela a todos! Eu gostei da obra, mas não a achei excelente, mas quem sabe você não discorde e ame o livro?! Se você não gosta de clássicos, mas pretende iniciar a leitura de alguns, eu com certeza não recomendaria começar por Orgulho e Preconceito. Quem sabe Razão e Sensibilidade ou Dom Casmurro? :)














Esse post faz parte do Projeto Lendo Jane Austen.

ENCONTRE-ME: